Basta uma procura rápida sobre o assunto comunicação em gerenciamento de projetos e logo vai se perceber que esta é uma disciplina que é bastante valorizada. Mesmo porque é fácil notar a influênciasdas falhas de comunicação sobre a equipe e sobre os resultados/performance do projeto.

Vivemos a era da informação. Temos disponíveis muito mais informação do que conseguimos assimilar. E nos ambientes dinâmicos de projetos de desenvolvimento tecnológicos o ritmo das mudanças é muito intenso o que gera uma grande necessidade de comunicação efetiva com os stakeholders (para garantir alinhamento, satisfação de expectativas, motivação da equipe, melhoria de performance, atingimento dos objetivos, etc.)

Neste contexto, o da comunicação, um novo tipo de ferramenta conhecido como Rede Social tem chamado bastante atenção. Embora o uso profissional este tipo de ferramenta ainda não esteja disseminada no ambiente de projetos das empresas, é bem provável que vários de seus stakeholders já as utilizem na interação com amigos. Ao que tudo indica, este fenômeno das redes sociais veio pra ficar e ocupar seu espaço na troca e disseminação de informações. Há até quem diga, por exemplo, que o e-mail está com seus dias contados, e que em um futuro próximo, deixará de ser utilizado.

Pensando nisso, seguem algumas indagações sobre as redes sociais:

  • é possível integrá-las aos ambientes de desenvolvimento de projeto?
  • qual sua utilidade para os projetos?
  • qual a influência esperada na performance da equipe? e nos resultados do projeto?

O tema parece ganhar mais força a cada dia. Por exemplo, em minha busca na internet sobre outras referências no assunto, acabei encontrando um curso de curta duração cujo tema é Gestão de Projetos e Redes Sociais.

A moda das redes sociais “já pegou”, agora, será que precisamos procurar maneiras de utilizá-las como ferramentas de apoio aos projetos?

Giovani Faria

Anúncios