Dia 8 de março é o Dia Internacional da Mulher, e nada melhor do que conhecer a visão delas em sobre o Gerenciamento de Projetos. Conversei com duas delas e tentei descobrir como agem e o que sentem, abaixo um resumo das respostas…

Apesar das mulheres serem minoria, existe um avanço da presença feminina nos cargos de gerência, isso é percebido pelas mulheres também?

Sim. Nos últimos anos as mulheres têm se destacado na ocupação de funções gerenciais, não só no Brasil e tem conquistado maior igualdade salarial se comparado aos homens na mesma posição. Acredito que esse seja um processo de evolução natural, embora existam ainda algumas dificuldades.

Existem muitas situações em que, na posição de gerente, você acaba sendo a única mulher no meio de muitos homens. Como é enfrentar uma situação dessas?
O fato de ser mulher nunca me atrapalhou. Mas acredito que o mais importante foi estar preparada para qualquer tipo de situação. Sinto que conseguimos um ambiente de maior respeito e educação até maiores do que aqueles onde um homem está à frente.

Gerenciar a vida profissional e pessoal é um desafio?
Acredito que no passado deva ter sido, hoje há um equilibrio em casa e dividimos as responsabilidades, ninguém sai perdendo. Família e trabalho podem viver juntos desde que haja esse equilíbrio.

O que uma mulher precisa na hora de gerenciar? 
Bom senso, planejamento e controle. Acredito que isso não mude seja uma mulher ou um homem no gerenciamento. É preciso conhecer os aspectos técnicos do negócio, estratégias, mercado etc. Por isso, outro fator fundamental é ter uma excelente equipe.

Anúncios