Certa vez tive a oportunidade de participar de uma dinâmica de grupo onde cada um precisava priorizar uma lista (de coisas que você precisaria na lua). Tarefa terminada, eram formados grupos cujo objetivo era discutir a referida lista revendo as prioridades de cada um dos itens.

Pois bem, ao final avaliávamos a efetividade de cada indivíduo (medindo o desvio de suas escolhas em relação a combinação tida como ótima). Depois, fazíamos a mesma avaliação com o resultado obtido pelo grupo de pessoas.

Nesta tarefa, notamos que algumas equipes tiveram resultados melhores trabalhando juntos. Ainda que possa parecer óbvio este resultado, o mesmo não se repetiu em todos os grupos.

Então, quais são os fatores que influenciam na efetividade (e produtividade) de determinadasequipes?

Shift-Group-Efficiency-500x360

A resposta não é nem um pouco trivial. E tampouco o é transformar Grupos de pessoas em Equipes de trabalho produtivas. Considerando que:

  • Grupos de pessoas são aqueles que estão trabalhando juntos em um projeto específico (mas não necessariamente tem uma boa produtividade)
  • Equipes são aqueles grupos de pessoas que se integram de maneira a ter uma formação coesa, eficiente e harmoniosa

Trabalhando com diferentes equipes tenho procurado observar de perto o ‘funcionamento’ de cada uma delas de modo a avaliar:

  • Sua efetividade quanto aos prazos e custos estimados e planejados
  • Sua atitude frente aos desafios e problemas
  • A existência de lideranças (que surgem naturalmente)
  • Quão complementares são as competências dos membros
  • Enfim, seu modo de trabalho

Então, a partir da análise dos resultados (do grupo/equipe) e da observação da atuação de cada um dos indivíduos pode-se então:

  • Atuar na formação (capacitação) de um ou mais membros desse grupo de forma a obter uma equipe efetiva
  • Propor a movimentação de pessoas entre os grupos (que não estão eficientes) e o consequente rearranjo dos grupos de forma a ter equipes fortes.

Para isso é muito importante estar próximo das pessoas para conseguir analisar de forma consistente suas competências, interesses e atitudes.

Giovani De Faria

(Publicação Pulse/Linkedin)

Exemplo de atividade de priorização dos itens para levar para a lua: http://www.facom.ufu.br/~ronaldooliveira/ASI-2012-1/Sobreviv%EAcia%20na%20Lua.pdf

Anúncios